Dentre os métodos de avaliação de imóveis existente, o método mais usado é o comparativo de mercado, neste método basicamente consiste na comparação direta com os preços pagos no mercado para imóveis similares.

Para que essa comparação seja verdadeira e reflita o valor aproximado, necessitamos de um número mínimo de 5 (cinco) amostras, ou seja, é preciso que haja imóveis semelhantes ao que está sendo avaliado.

Quando a amostras não são semelhantes é melhor realizar a homogeneização, baseado em cálculos cientifico e comparações, esta homogeneização é a forma mais fiel quando temos imóveis comparativos dispersos na cidade e com características diferentes ao imóvel avaliado. O que também auxilia e muito é saber dos imóveis que foram comercializados até 6 meses atrás, isso nos dá uma margem de erro muito pequena para o valor do imóvel. Quando é preciso avaliar casa, apartamentos, terrenos e salas comercias, por exemplo, esse método é o mais aconselhável.

Um erro muito comum entre proprietários é fazer uma média dos valores dos anúncios, esta forma implica e um valor desvirtuado, e acima do real valor, geralmente o vendedor no anuncio coloca um valor acima “gordura ” para poder negociar ou receber mais que o valor de mercado em alguma outra transação com permuta.

O método científico de homogeneização é bem mais complexo e requer maior aprofundamento e experiência.

Afirmo que, quando achar necessário, você deve procurar a ajuda de um profissional dessa área para lhe auxiliar.